A SOCILIZAÇÃO INFANTIL E O SEU IMPACTO NO APRENDIZADO

socialização infantil é uma das habilidades aperfeiçoadas durante o desenvolvimento cognitivo da criança e representa uma parte muito importante para a formação e o amadurecimento psicológico dos pequenos. E, para mostrar como a interação com o mundo ao seu redor impacta diretamente no aprendizado da garotada, a Escola de Educação Infantil Anjinho da Guarda reuniu informações fundamentais sobre o assunto para que você entenda o papel da socialização no crescimento do seu filho (a).

Para iniciarmos o tema, é importante ressaltar que apesar de depender também de fatores internos — como a evolução saudável e regular da cognição —, a socialização infantil decorre mais precisamente dos agentes externos, que incluem o meio ao qual a criança está inserida e a forma como outras pessoas interagem com ela em diferentes circunstâncias. E agora, a partir desse conhecimento, para entender melhor o que de fato é a socialização infantil, continue a leitura e aprenda maneiras de estimulá-la na rotina do seu filho (a). Vamos lá? 

 

O QUE É SOCIALIZAÇÃO INFANTIL?

A socialização infantil é um dos primeiros processos de aprendizado ao qual a criança é exposta, considerando que durante os primeiros anos de vida a interação com outros indivíduos se torna o seu contato inicial com a sociedade e com seus mecanismos de convívio.       

Isto é, a forma como familiares e responsáveis interagem com bebês e crianças até a primeira infância refletem no modo como os pequenos devem se comportar e ainda nas regras e normas que devem seguir dentro de determinados grupos. Logo, é socializando com os adultos que a criança aprende como o ambiente a sua volta funciona.

Esse processo de aprendizado por meio da socialização se estende para a fase adulta, no entanto, as etapas do desenvolvimento infantil vividas até os primeiros seis anos intensifica a apropriação do conhecimento, tornando mais fácil para a garotada lidar com as normas impostas a elas — mesmo que uma fase ou outra da infância apresente certa resistência.

 

A SOCIALIZAÇÃO INFANTIL COM O MEIO

 

Os adultos não são os únicos a atuarem na socialização infantil, afinal, o contato com outras crianças da mesma faixa etária também desempenha um papel fundamental para a forma como o seu filhote se identifica dentro do contexto social. Sendo assim, brincando e conversando com coleguinhas de idade similar o pequeno pode ter novas descobertas, estimular sua criatividade, entre outras habilidades intelectuais.

 A socialização infantil é fundamental no desenvolvimento do afeto e da empatia, além de auxiliar crianças tímidas no seu desempenho escolar.

Seguindo a ideia de que a socialização infantil faz parte da aprendizagem, o ambiente escolar ganha ainda mais importância nesse processo. Isso porque a sociabilidade deixa de ser um elemento exclusivo dos relacionamentos humanos e passa a ser uma ferramenta para o aperfeiçoamento cognitivo.

Desse modo, habilidades como empatia, solidariedade e afetividade — características que nos tornam aptos para viver em harmonia com outros indivíduos — são fortemente trabalhadas na educação infantil, juntamente com as funções motoras, com a memória e com o raciocínio lógico. E, entenda que todas essas diferentes capacidades são treinadas com metodologias pedagógicas específicas que integram tanto fatores intelectuais quanto sociais na dinâmica das aulas.

O vínculo afetivo e a aproximação entre educadores e estudantes — além da valorização dos sentimentos — auxilia para transformar o cotidiano escolar em momentos proveitosos e de muitas aprendizagens.

 

A SOCIALIZAÇÃO NO COMBATE A TIMIDEZ

 

Embora seja um traço comum na personalidade da população de modo geral, a timidez é uma das grandes responsáveis pelo mau desempenho escolar e pela perda de grandes oportunidades de trabalho na vida adulta. Dito isso, a dificuldade em interagir com outras pessoas no dia a dia pode prejudicar não apenas a aprendizagem, mas refletir de forma negativa posteriormente na vida pessoal e profissional.

Normalmente, para fazer as crianças tímidas ficarem mais confortáveis em situações sociais, alguns hábitos básicos introduzidos na rotina dos pequenos pode ser suficiente. Ações escolares como: atividades grupais/coletivas, momentos lúdicos e de brincadeiras de faz-de-conta entre colegas e educadoras podem facilitar nesse quesito.

 

SEGUEM ALGUMAS DICAS PARA MELHORAR  A SOCIALIZAÇÃO INFANTIL

 

Proporcionar que crianças brinquem com amiguinhos da mesma faixa etária é muito importante para estimular a socialização infantil.

Ficou claro como a interação com outros indivíduos é fundamental para o desenvolvimento e a formação da criança, não é mesmo? Agora lhe ensinaremos oito hábitos para melhorar a socialização infantil que devem ser introduzidos na rotina do seu pequeno. Dá só uma olhada e aproveite as dicas:

 

  • Seja adepto a inclusão

 

É muito importante que seu filho receba uma criação inclusiva e aberta para a diversidade de culturas, pois desse modo o contato com outras famílias e crianças jamais causará estranhamento ou inibição no comportamento do pequeno. Portanto, incentive a garotada a fazer amizades com a classe inteira, não apenas com colegas de personalidades parecidas.

  • Aposte nas brincadeiras em grupo

 

As dinâmicas em grupo são uma ótima oportunidade para a criançada aprender brincando e ainda trabalhar a socialização infantil de maneira mais leve e divertida. Para isso, escolha as brincadeiras preferidas dos seus filhotes e reúna a família para uma tarde de atividades educativas e de lazer.

  • Estimule o diálogo em casa

Um dos primeiros passos para que a criança se sinta segura em falar diante de outras pessoas é ter essa mesma liberdade para o diálogo dentro de casa. Afinal, além de ser extremamente importante para o amadurecimento socioemocional, as conversas com a família fortalecem a personalidade dos pequenos e treinam a expressão verbal e corporal.

  • Incentive a autonomia do pequeno

A família pode e deve incentivar a criança a se comunicar com outras pessoas, mas é preciso ter cuidado para não limitar demais o espaço de fala do pequeno. Deixe seu filhote se sentir seguro e independente para começar suas próprias conversas quando estiver confortável o suficiente para isso, pois essa autonomia na socialização infantil contribui para que a criança encontre seu próprio grupo de amigos e identifique quais temas e assuntos são seus preferidos de debater com os colegas.

  • Ouça o que a criança diz

Não adianta abrir espaço para o seu filho falar e não prestar atenção no que ele diz ou invalidar seu discurso. Logo, não cobre posicionamentos ou diálogos complexos demais para a faixa etária da criança. Se o pequeno quer conversar sobre desenhos animados ou mesmo criar suas próprias historinhas, ouça e mostre interesse pela conversa.

  • Respeite o ritmo do seu filho

Nada de forçar que a criançada converse sem se sentir à vontade para isso, combinado? É normal que os pequenos desde cedo tenham maior afinidade com determinadas pessoas independentemente de qual seja a faixa etária, e quando isso ocorrer o diálogo vai fluir de forma espontânea e muito mais prazerosa e proveitosa.

Viu só como a socialização infantil é uma habilidade indispensável no desenvolvimento do seu filho? Então, fique de olho nas dicas acima para melhorar a interação dos pequenos e não deixe de contar com a assistência de uma equipe de educadores sempre que perceber qualquer problema na vida social da garotada.

ASSIM...

A socialização na escola tem um importante papel na formação individual de cada aluno. O ambiente escolar é um cenário vivo de interações de trocas explícitas de ideias, valores e interesses diferentes.

É durante momentos de interação escolar, por exemplo, que as crianças desenvolvem suas habilidades sociais e emocionais, bem como o senso de coletividade e empatia. Além disso, é no espaço institucional que se constrói parte da identidade de ser e de pertencer ao mundo, assim como se adquire os modelos de aprendizagem através da absorção dos princípios éticos e morais que permeiam a sociedade.

A convivência na escola é, portanto, um universo determinante para o desenvolvimento infantil, juntamente com a transmissão do saber científico organizado culturalmente.

A primeira infância, por exemplo, é o momento em que a criança está começando a aprender sobre todas as questões que a cercam. Dentre elas, está a habilidade e necessidade de fazer amigos.

Além disso, é durante a socialização na escola que a criança vai começar a entender sobre respeitar os limites de outros. Mais do que isso: ela começará a entender sobre os próprios limites e como garantir que eles sejam respeitados.

Daí o motivo pelo qual é tão fundamental que o processo de socialização seja iniciado logo nessa fase do desenvolvimento.

Tenha sempre em mente que a ação de educar não compreende apenas o processo de ensino-aprendizagem, mas também, o processo de constituir indivíduos críticos e socializados.

Os alunos precisam levar da escola o conhecimento pleno daquilo que é importante ser, enquanto indivíduos, e daquilo que o mundo espera de si, enquanto pessoas éticas, plenamente integradas no espaço em que estão inseridas.

Fale Conosco

(54) 3358-3048
Rua: 14 de Julho, 237
Centro - Lagoa Vermelha
CEP: 95.300-000
 

Localização

Sistema de Ensino