Como organizar as atividades das crianças durante a quarentena?

Olá famílias “Anjinho da Guarda”....

O início da pandemia causada pelo Covid-19 no Brasil começou com uma série de preocupações e medidas de proteção à saúde. De uma hora para a outra, a rotina de escolas e famílias viraram de cabeça para baixo: aulas remotas, atividades on-line, orientações à distância.... Em muitas casas, uma das mudanças mais significativas: crianças em casa 24 horas por dia, 7 dias por semana. Agora, há quase 5 meses em quarentena, os pais já usaram de muito criatividade para organizar as atividades das crianças e satisfazer as necessidades dos filhos, tão cheios de energia.

Além disso, a regra do isolamento social vale para todas as pessoas, ou seja, a rotina da família inteira mudou. Nem sempre é fácil conciliar as obrigações de casa, do trabalho e dos filhos. Afinal, como organizar tudo isso num cenário em que há poucas certezas?

Portanto, deixamos aqui algumas dicas e orientações práticas de como organizar as atividades e a rotina das crianças:

1 – Antes de tudo, calma!

Os pais têm a missão de manter a tranquilidade e entender o que é preciso mudar para manter o ambiente de casa saudável. É um

equilíbrio de coragem, conhecimento e flexibilidade que vai ajudar a colher aprendizados e sair dessa fase com laços familiares mais estreitos.

2 – Do que a criança precisa?

Mais importante que manter os estudos em dia, é garantir que a criança esteja em um ambiente saudável. O que ela vai aprender não está apenas nos livros e materiais enviados pela escola, aliás, várias lições serão retomadas em sala de aula. A formação das crianças se divide em vários aspectos – e os pais podem influenciar em todos eles:

Formação Moral

Aprendizagem de costumes, hábitos, tipos de linguagem, maneiras de se comportar, agir e se relacionar.

- Formação Ética

São os valores que guiam os comportamentos e fortalecem sua identidade, como solidariedade, amor ao próximo e respeito ao meio ambiente.

- Formação de conhecimentos

São três tipos de conhecimentos. Os formais são aqueles que fazem parte do currículo escolar. Os informais a criança adquire em atividades extracurriculares (música, balé, futebol, escola de idiomas). E os não formais são aquelas lições do dia a dia, como: arrumar a cama, lavar a louça, observar os sinais da natureza.

- Saúde física

Manter o corpo em movimento, praticar esportes e atividades que promovam o bem-estar físico. Para isso há diversas atividades em família que podem ser divertidas e existe muito conteúdo na internet, principalmente na plataforma digital do youtube que pode auxiliar neste aspecto.

· Saúde mental

Encontrar meios de evitar a ansiedade e o estresse e também de estimular a felicidade. Para isso, é preciso estar em um ambiente agradável, onde há respeito e relações equilibradas. Esse vínculo deve sempre ser atualizado, pois, em cada fase, a criança demanda um tempo de atenção e atividades diferentes.

3 – Um cronograma para todos

Na hora de fazer a divisão de atividades, não adianta adequá-la à rotina de um só membro da família, como o pai ou a mãe. É justo que todos repensem, juntos, uma nova organização que considere as necessidades de todas as pessoas que ficarão em casa. Pais, criem um cronograma dinâmico para seus filhos. Alternem entre tarefas para executar sozinhos e atividades com os pais – seja revisão de tarefas, seja preparar uma refeição juntos. Se há mais de um filho na família é preciso organizar horários distintos para auxiliá-los. Também é preciso prever um tempo para usar o celular e o videogame. Assim, a criança não passa tempo em excesso na companhia das telas.

4 – Atividades organizadas

As crianças precisam de rotina. É isso que diferencia este período de quarentena das férias. A organização de horários para as atividades

vai ajudá-los a não se sentir perdidos nesse momento. No entanto, as tarefas não podem se tornar um fardo, nem durar o dia inteiro. O ideal é que ocupem no máximo 3 horas do dia. Em algumas as atividades, é importante que você acompanhe a execução, mas não o tempo todo. Incentive seu filho a desenvolver a autonomia!

5 – Qual é o seu papel?

Este é um momento único, que as crianças vão lembrar para sempre. Elas sempre carregarão as histórias do tempo em que conviveram com os pais, ouviram histórias, explicações, superaram desafios em família. Faça a sua parte para que este momento seja produtivo.

Seu papel não é o mesmo dos educadores, então, se você não souber ajudar em alguma tarefa, confia na sua experiência. Pesquisem juntos, leiam sobre o assunto, experimentem, façam pequenas descobertas. O fato de você estar ao lado do seu filho nesse momento já é uma grande motivação para ele.

6 – Casos especiais

Em algumas famílias, os pais podem estar preocupados por conta das demandas específicas da criança. E, realmente, há orientações exclusivas para dois casos:

· Crianças em fase de alfabetização

Mais uma vez, é preciso manter a calma, pois os papéis dos pais não são iguais aos dos educadores da escola. A criança terá até o 2º ano do ensino fundamental para ser alfabetizada na escola.

Não é o momento de aprender tudo, aliás, muitas lições que elas têm agora serão retomadas na volta às aulas. A família pode ajudar cantando acompanhando a letra da música, como

num karaokê no youtube, e lendo para a criança, mostrando as palavras no livro. A principal orientação é não causar constrangimento nas crianças, pois isso pode conflitar com a maneira que a criança está aprendendo na escola e, quando ela voltar, há o risco dessa aprendizagem ficar muito confusa.

· Crianças Portadoras de Necessidades Especiais

As necessidades e preferências dessas crianças podem variar. Cada uma delas vai reagir de uma forma diferente no isolamento, mas algo que não muda é a importância da rotina. Elas precisam se sentir equilibradas, porque a tensão as deixa mais agitadas. A dica é trabalhar com atividades lúdicas e brincadeiras que podem variar de acordo com a necessidade da criança.

Para gostar de aprender, a criança precisa ser curiosa, habilidade que pode ser desenvolvida neste período. Converse com seu filho sobre a natureza, os acontecimentos do mundo, as relações humanas. Ensine-o a questionar e buscar respostas. É possível sair deste momento com muitas lições para toda a família!

Esperamos ter auxiliado de alguma forma na organização da rotina das nossas crianças e famílias, mas sempre lembrando que o mais importante neste momento de isolamento social é AMOR e PACIÊNCIA.

Estamos torcendo para que tudo isso acabe logo e que possamos estar juntos (as) novamente, aprendendo e nos divertindo na escola.

Grande abraço.

Fale Conosco

(54) 3358-3048
Rua: 14 de Julho, 237
Centro - Lagoa Vermelha
CEP: 95.300-000
 

Localização

Sistema de Ensino